Trem Brasília para Goiânia – Por que não resolvemos o problema do transporte primeiro?

Uma das últimas notícias sobre transporte, é a conclusão de um estudo, e só esse já custou mais de 5 milhões de reais, sobre um trem para ligação entre as capitais Brasília e Goiânia. O “Expresso Pequi” – nome horroroso – visa estabelecer uma linha de trem de alta velocidade para a ligação destas cidades.
Esse projeto já não é novo, como tudo no Brasil que venha a beneficiar o povo, ele anda a passos de tartaruga. Mas convenhamos que antes de medir esforços em uma empreitada tão grande, por que raios o Governo de Brasília não resolve de vez a situação desde sempre precária do transporte na Capital? Ou ainda por que não busca implementar soluções que melhorem nosso trânsito?
Só ter uma frota renovada não resolve. Existem abusos contra o passageiro, horários ruins, linhas mal aproveitadas ou até linhas que deveriam existir, o aperfeiçoamento da bilhetagem e a melhoria da estrutura, como dos terminais, uma verdadeira modernização da Rodoviária do Plano Piloto. Falta uma integração de verdade, e por falar nisso, porque não terminam o Metrô?
São essas e muitas outras questões que devem ser observadas pelo atual governo. Com um transporte descente, perdemos menos tempo, esquentamos menos a cabeça e a qualidade de vida na capital pode ganhar uma mudança. Deve se pensar no que está perto e no que afeta diretamente a população.  Em nosso país, a maioria dos projetos grandiosos servem apenas para encher os olhos e não o orgulho da população.
Jeff Lima
Anúncios

Por que muitas pessoas não gostam do Windows Phone?

Antigamente e nem tão antigamente assim, cada telefone carregava apenas o seu sistema operacional proprietário, criados em java pelas próprias Nokia, Samsung, Sony Ericsson e etc. Alguns, eram muitos bons, como o Symbian S60 (coisa mais linda) e os expertos e leves que vinham nos celulares da Sony.
Bom, mas isso tudo é passado e hoje sofremos ou somos felizes com o Android do Google, O Windows da Microsoft, o OS da Apple e ainda Mozilla, Linux e ainda o ASha, nos features phones da quase extinta Nokia.
Em termo de idade, o Windows Phone, apenas de uns 2 anos pra cá, 2015, é que está sendo melhor aceito. A demora do sucesso do Sistema Operacional se deu pela grande dominação da plataforma Android.
Rodando em telefones baratinhos, até em aparelhos top de linha, o Android é fácil de usar e milhares de aplicativos legais seduziram os consumidores. Coisa que a plataforma Windows começa a alcançar.

 

 
Mas por que será que muita gente não gosta do Windows phone?

 

Ora! Costumamos não gostar do que não conhecemos. De tão acostumados com a cara engraçadinha do Android, seus fartos aplicativos e mesmo travando depois das atualizações dos mesmos, ao nos depararmos com a simplicidade do Windows, gráficos objetivos e poucos efeitos de tela, aquilo tudo parece ser muito sem graça. E ponto! é apenas isso.
O Windows phone é bom?
Quem vos escreve já utilizou todos as plataformas para telefone celular disponíveis no Brasil. Do preto e branco a telas com milhões de cores, dos mais baratinhos aos mais caros e a minha opinião sobre o Windows… Sim é uma ótima opção e aparentemente não há defeitos. Exige menos memória que o Android para funcionar, ou seja, trava menos.
Em comparação com o que tenho na gaveta, meu Nokia 630, que nem é mais produzido, funciona bem melhor que meu Iphone 4, e custou muito menos.
Outros argumentos, mas câmera de um é melhor que outro, tela de um brilha mais e etc…São todos relativos. Perto dos celulares com Android, o Window Phone é mais novo. Já vi celulares Android que eram horríveis de usar, quanto ao Windows, um dos aparelhos de entrada era o Nokia 520, que você encontra funcionando perfeitamente por aí.
No fim de tudo, o Windows exige menos hardware para funcionar, e se colocarmos uma boa memória e um bom processador, ele vira só alegria. É simples como o OS da Apple e menos carregado que o Android da Google.
Contudo, a escolha é sua. 🙂

 

Um video do youtube, confira a dica do canal Ponto Geek

Quer diversão? Que tal uma corrida com veículos do aeroporto!?

jeff na web corrida veículos de aeroporto top gear bbc

As vezes precisamos ver alguma coisa diferente, engraçada ou inusitada para quebrarmos a rotina. Pescando pela internet, volta e meia paro para assistir as novidades, ou as loucuras, do programa Top Gear, seja na versão dos EUA ou na versão inglesa.

Mesmo pouco carismáticos, a versão inglesa tem alguns episódios muito malucos. Um deles, este que recomendo, é uma corrida com aqueles veículos de serviço que qualquer aeroporto tem.

Do ônibus, veículo de carga a caminhão de gasolina, muitas curvas malucas, manobras insanas e batidas que renderam uma matéria muuuuito legal. Assista logo abaixo que maluquice;

Jeff Lima – Estudante, curioso e Blogueiro

Google comemora o 245º Aniversário de Beethoven

google bethoven

Muuuuuuito legal a animação interativa em comemoração ao 245º Aniversário de Beethoven! Através de um joguinho interativo, você pode organizar as partituras para passar da próxima fase. É um breve dos maiores sucesso de um dos reis da música clássica. Entre na página inicial do Google e confira! Recomendo no Google Chrome.

Jeff Lima

Vídeo | Quando falham as implosões

Dentre algumas coisas legais que podemos ver pela internet, além de músicas, carros velhos e video cassetadas, uma das que mais gosto são os vídeos de demolições ou implosões. Nossa!…que coisa… Mas é sim muito legal. Escrevo este post inclusive em homenagem ao meu amigo Marcelo de Jesus, que também é chegado nessa coisa de explodir tudo.
Pois bem, uma demolição ou implosão é feita quando alguém enjoou de uma construção velha ou quando se compra um terreno e de brinde vem um prédio mal assombrado junto. É um serviço muito bem elaborado e requer cuidado por causa dos explosivos.
Para alguns prédios, são necessários vários dias de planejamento até a detonação das cargas. Falando em planejamento, as vezes os engenheiros desta arte calculam mal a quantidade de explosivos, erram angulos ou são pegos de surpresa quando um prédio é feito daquele “cimento do bom” e o bicho não desaba.
O vídeo abaixo é justamente sobre essas situações “fail” (falha em ingreys) acontecem. Para o relatório e assiste aí;
Massss para a sua alegria, que agora também já é um apaixonado por implosões, seguem algumas que foram lindas no vídeo abaixo;     (A que ocorre aos 1;20 é dedicada ao Marcelo)

Até o próximo post, Jeff

GP dos Estados Unidos | Gravado, compactado e fora do horário – O que é isso Rede Globo!

Eu e muitos brasileiros, adoramos corridas automobilísticas. Tendo em vista que no Brasil, o esporte não recebe todo o valor que merece, devido a paixão pelo futebol, torna-se quase sagrada a missão de assistir aos GPs, ao vivo e na íntegra aos fins de semana.
Não tenho muita coisa para reclamar da transmissão da Globo, exceto as vezes o excesso de inteligência do Galvão…mas pelo menos é em tempo real… Mas pera aê!
Neste último domingo, ja estava a me doer por ter perdido a transmissão da corrida, quando ví na lista de programas (guia da TV digital) “Formula 1 2015” já depois daquele programa de humor que passa após o Fantástico. E não era ressaca, os efeitos da saideira já haviam passado.
A Sra Rede Globo, passo um compacto, cheio de cortes e com uma narração que eu nunca tinha visto na vida… Nada contra o narrador, ele gritava as derrapadas de uma forma divertida e natural.
O fato é que prevaleceu o Futebol! Isso porque o GP dos EUA ocorreu no mesmo horário da maldição do jogo. Então…dona Globo deixou para os fans apenas um mastigado da corrida para o jantar.
Uma pena, pois a corrida foi linda. Vale ressaltar, que umas dessas grandes TVs em nosso país poderia manter um canal, aberto e de qualidade com uma programação voltada para os esportes automotivos, mesmo que quisessem colocar bola pelo meio, mais que o fizessem. Nessas vaciladas da TV aberta brasileira, só quem perde somos nós….Vou acabar ressuscitando minha antena de TV paga…Solta uma verba aê Galvão!
 

Previna-se | Vazamento de vídeos íntimos na internet

Antigamente, em muitas vezes perdíamos o registro de bons momentos por não ter uma câmera a mão. Um tempo depois vieram as câmeras digitais e um pouquinho mais adiante os celulares com câmera. A partir daí o registro da vida em formato digital só cresceu e com a popularização da internet móvel, postar imagens na internet passou de fato corriqueiro à mania mundial.
Até aí, não há problemas. A coisa fica complicada quando os vídeos compartilhados não são de propriedade de quem fez e pior ainda, quando o seu conteúdo é violento ou explora a intimidade de alguém. Este último ponto, o íntimo, tem causado muita polêmica.
Pessoas comuns, famosos e até adolescentes são vistos em videos que quando não são compartilhados pelo Whatsapp, são enviados a sites de pornografia. Enquanto algumas pessoas buscam justiça, abrem processos e etc, outras não dão a mínima por terem suas imagens compartilhadas. Se observarmos direito vamos descobrir algumas coisas interessantes sobre essa situação;
Como esses vídeos são “vazados”
Em muitos casos, casais trocam imagens e vídeos diversos enquanto o relacionamento está a todo o vapor. Essas imagens, que vão desde a “beijinhos” até “mãos nas coisas” e “coisas nas mãos” são guardados e quando o relacionamento acaba por algum motivo, o homem ou a mulher – pois não há inocentes nessa história – joga o vídeo na rede por motivo de “vingança“.
Em busca de popularidade
Por incrível que pareça, existem sim alguns indivíduos que não se importam com o vazamento de suas imagens. A busca pela fama nas redes sociais é colocada a frente da educação e “bons modos“. Para essas pessoas, grande parte do público adolescente em diante, a popularidade, o “não importa do que falem, desde que falem de mim” são mais importantes do que suas imagens “peladas” rodando por aí.
Burrice
A burrice é um fator interessante. Exemplo; A mocinha se deixar filmar na hora do “vai e vem” e o mocinho promete guardar aquelas imagens só para os dois… hum..em plena era do Whatsapp e da competição do “Quem pegou quem!”. Homem, mulher, aborrecente… não se faça de inocente e não  caia nessa história, ninguém filma algo para guardar apenas para sí, o interesse em mostrar para outro ou outra já está embutido no momento. Quando você “deixa” você consente, então não adianta reclamar, quem mandou confiar!?
Dicas finais
Leitor (a) a internet é um local muito maldoso. Postar qualquer coisa de qualquer lugar é muito fácil. Então não vacile, na hora H, além da proteção, não esquece de ver se o parceiro(a) não está mal intencionado e escondeu uma câmera ou um celular pelo quarto.
Celulares, ham! Mantenha o seu e o dele a vista, com as câmeras pra baixo e longe a “ação” guarde o íntimo na memória. Desta forma você evita futuros compartilhamentos +18. Agora, se mesmo assim você quiser filmar, tenha certeza de confiar na pessoa e em todo caso, se você ficar famoso(a) com o seu videozinho, lembre que assumiu o risco quando aceitou que fosse gravado.
Quem quer filmar-se e correr o risco que corra! Mas vamos concordar, que é melhor dividir o momento com a pessoa e não entre a pessoa e um celular. Dessa forma a diversão privada e não pública.
Fique de olho!

Uma boa surpresa! Assim é a reação da primeira vez no Dolce Far Niente em Águas Claras

A casa preparou uma degustação especial para os colegas de imprensa
No último dia 3, eu e mais alguns colegas de imprensa, fomos convidados para conhecer o novo menu italiano para almoço que foi repaginado pelos chefes da casa Lídia Nasser e Fernando Souza.
Apesar do lançamento e para a felicidade dos clientes mais assíduos, permanecem ainda disponíveis para pedido cerca de 11 opções, as de maior sucesso do menu anterior. E vamos ao nosso almoço especial na Dolce Far Niente;
Mix de folhas perfeito Salada a Moda do Chef
De entrada, uma salada bem leve e muita agradável, graças a boa combinação dos elementos, uma variedade de folhas nobres, gorgonzola, pera e mel. É a Salada a Moda do Chef, ótima para acalmar a correria comum do horário de almoço.
A Bruschetta Pizzaiola
Após e para abrir caminho, a Bruschetta Pizzaiola, deliciosas fatias de baguete italiana com molho pomodri, orégano e muçarela. Tudo gratinado no forno a lenha. Perfeito para o nosso pós-salada!
Leveza para começar o almoço! Talharim Mediterrâmeo
Logo em seguida começam as massas! E que massas… O Talharim Mediterrâneo, temperado com alho-poró, tomate cereja, manjericão, aspargos ao azeite e azeitona preta é um sucesso de sabor.
Muito bom! O Risoto com Lascas de Bacalhau aos 3 pimentões
E como, na minha opinião não pode faltar, um risoto. Um dos meus pratos prediletos, e o da Dolce Far Niente não decepciona em nada. Lascas de Bacalhau aos três pimentões e a boa apresentação alegram os olhos e principalmente o paladar.
Para completar, o Ravióli de Ossobuco ao molho funghi é uma delícia. A leveza é muito importante, principalmente pelo clima seco no Distrito Federal, e uma refeição leve e saborosa é uma boa pedida para quem ainda teria uma tarde toda de trabalho pela frente.
Opa! E o doce Jeff? Assim alguns me diriam… Sim povo, teve um linda sobremesa. Panna Cotta de Limão Siciliano e calda de frutas vermelhas. É de comer e pedir bis! Fecha com chave de ouro e cor a hora do almoço.
Bonito de ver e comer!
Eu agradeço as meninas da Assessoria Naiobe, Evelin e Naiobe pelo convite e também aos chefes da Dolce Far Niente pela receptividade da casa. Falar em casa, o espaço é aconchegante e sem congestionamentos internos. Mesmo perto de uma via movimentada o barulho da não perturba o seu almoço. Existe ainda uma boa variedade de vinhos, que sempre são ótimas opções para acompanhar os pratos.
Boas opções de vinhos, inclusive o que acompanhou a nossa degustação.
Espaço confortável e aconchegante em Águas Claras
O almoço é servido de sexta a domingo, das 11:30hs às 16h. O cardápio é composto por porções individuais. A noite, de terça a domingo você pode saborear uma variedade de pizzas. Para quem precisar, há manobrista por conta da casa.
Onde?
A Dolce Far Niente fica na Avenida Castanheiras, 1060.
Edifício Vila Mall – Águas Claras.
Telefone: 61 3254 2263

Beauty Bar é a nova sensação entre as belas e poderosas frequentadoras da Praia de Brasília

O salão de beleza Zug Hair and makeup, no Lago Sul, garantiu uma comodidade extra para quem frequenta a Praia de Brasília, localizada na orla do Lago, atrás da Concha Acústica. O Beauty Bar é um stand pronto para receber quem precisar retocar a maquiagem e dar um “up” no cabelo durante os eventos na Praia. Com parceria com a loja Quem Disse, Berenice?, do Pátio Brasil, são disponibilizadas maquiagens da marca, além de equipamentos para arrumar o cabelo e duas assistentes que podem ajudar nos retoques. O atendimento acontece às sextas-feiras de 17h às 22h e aos sábados de 15h às 22h, com entrada livre.
Quem passa pelo Beauty Bar pode pegar uma raspadinha do salão e ganhar brindes que vão desde uma taça de espumante com massagem nos pés a desconto em mechas ou maquiagens.
Mais informações: (61) 3263-7553 e e Facebook Zug Hair and Makeup.

SERVIÇO:

Beauty Bar do Zug Hair and Makeup na Praia de Brasília
Onde: Praia de Brasília – Orla do Lago, ao lado da Concha Acústica, no hall dos banheiros femininos
Quanto: Gratuito

Fonte: Infinito Comunicação

UBER – A polêmica continua em Brasília, mas Rollemberg veta projeto proibitivo

Muitas pessoas são resistentes a mudanças, mas devemos concordar que mudanças são necessárias para a evolução. Quando falamos em serviços de utilidade então…a coisa fica ainda mais interessante.
A polêmica da vez é a briga da classe dos taxistas de Brasília contra os motoristas do serviço UBER. Devemos admitir que o transporte na Capital não é lá essas coisas, e quanto mais opções o consumidor tiver, mais fácil será o deslocamento por dentro da cidade.
Com um medo enorme da concorrência, pois sabem das suas taxas absurdas e em muitas vezes um serviço mediano, os taxistas estão lutando para serem os únicos a dominar o mercado em transporte feito por carros no DF. Toda essa briga, que mostra a ignorância de alguns taxistas brasilienses ao ameaçar pessoas e amedrontar passageiros em carros do Uber, prova que é mais que necessária uma qualidade maior de serviço.
Para começar o Uber não é um tipo de transporte público, como os táxis. Para usar os carros, todos que usam o aplicativo se associam, cadastram os seus dados, tudo certinho, quase como se fosse um clube.
O serviço normal de táxi difere disso, pois é um transporte público! O Uber é privado e acionado por demanda dos associados. Como o brasileiro adora uma bagunça…agride, reclama e manifesta ao ponto de presenciarmos as cenas de desrespeito com as pessoas que também estão tentando trabalhar e aos seus clientes.
Outra história e o caso do faturamento. Os táxis de brasília estão em baixa e o sindicato reclama do financeiro. Segundo eles, estão ganhando muito menos que em anos anteriores e com a chegada do Uber seriam muito prejudicados. Para resolver basta colocar as tarifas mais competitivas, melhor a qualidade do serviço e principalmente da EDUCAÇÃO dos condutores. Andamos tendo uma amostra do quão educados alguns são.
Em muitas cidades os dois serviços coexistem, o que é um respeito ao consumidor. Quanto mais concorrência, melhores opções e oportunidades de inovação em qualquer serviço. Brasília é moderna, deve ter serviços modernos e não parar no tempo se negando a evolução, no caso, dos transportes.
Parabenizo ao governador Rodrigo Rollemberg por vetar o projeto que proíbe os carros do Uber no DF. Agora ele está montando uma turma para adequar o serviços para a regularização. Apesar dos poucos que são contra o serviço do aplicativo, os brasilienses estão se mostrando a favor do Uber, através de entrevistas na Tv e principalmente nas Redes Sociais.
Que o Governo de Brasília ouça a opinião do consumidor e trabalhe para a melhor solução possível para a existência dos dois serviços na cidade.
Jeff Lima (Coluna do Jeff)